Muro de AKZ 170 milhões agita as redes sociais

Advertisements

Governador da Huíla, Luís Nunes, retira 170 milhões de kwanzas integrados no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), para construir muro de um cemitério.
A informação foi tornada ao público durante uma reportagem protagonizada pelo canal televisivo Palanca TV, garantido que os valores em causa deveriam ser implementadas para outros projectos.

A notícia está a levantar uma onda de contestações por parte dos internautas, que consideram o valor extremamente alto para a construção de um muro.

Governador da Huíla, sempre esteve ligado ao sector empresarial nomeadamente nos ramos agro-industrial, da madeira, metalurgia, construção e engenharia civil.

Luís Nunes foi pioneiro na constituição de associações empresariais no país, impulsionado pelo então comissário provincial da Huíla, Lopo do Nascimento.

Deixe uma resposta