Artista mais popular de 2020 “Sixckim” nomeado nos AMA como Melhor Rap/Hip Hop 2019

Advertisements

Em Agosto 2020 a Comissão Organizadora do evento anual de premiação dos fazedores de música angolana, Angola Music Awards (AMA), nomeou pela segunda vez o Sixckim, como concorrente ao prémio de melhor Rap/Hip Hop, com a música Versos Dela, para a VIIIª Edição do evento.

“Estar nomeado nos AMA mostra mais uma vez o reconhecimento do meu compromisso com a nossa cultura. Estou grato pelo reconhecimento desta organização, consegui alcançar neste ano 2020 mais vitórias do que durante toda minha carreira,” disse o rapper satisfeito.

A seguinte biografia impressionante do músico SIXCKIM é o testemunho de um guerreiro que ama a arte.

Começou a fazer música desde criança. Escrevia algumas canções nos anos 80, quando tinha apenas 12 anos de idade. Começou a fazer Rap em 1992. As suas grandes influências foram: Pedrito, os Boney M, Bangão, Mamborro, Lisboa Santos, Kituxi, Michael Jackson, Tchalamuana, LL Cool J, Mc Solar, Public Enemy, NWA, K Solo, Nene Cherry, Queen Latifa, Monie Love, Soul II Soul, Digital Underground, Ice T, Vanilla Ice, Too Short, DJ Quick, De La Soul, Will Smith, Bom Jovi, Guns and Roses, Nirvana, Osy Osborn, Jodecy, Desire, Sade, 2 Pac, Notorious BIG, Craig Mack, Wutang Clan, Rackim, Afrika Bambataa, The Fugees, The Roots, Mos Def, Talib Kwali, KRS-ONE.

1995 o seu interesse pelo Hip Hop cresceu e o seu desempenho tornou-se mais sério, quando formou o grupo “Incessantes do Rap”, que contava com apenas dois elementos. Cantava nas ruas de Luanda (Angola) e fazia “freestyles” no bairro da Maianga. Depois da desistência do seu parceiro, continuou cantando a solo.

1996 atuou pela primeira vez em palco numa actividade da Feira Popular no Bairro Popular em Angola, organizada pelo radialista Mateus Cristóvão, partilhando o mesmo palco que África Preta, Duplo V, Zulu in da House e os N’Sex Love.

1997 migrou para a África do Sul para dar continuidade aos seus estudos. Continuou a fazer música.

1999 foi membro do grupo de Rap angolano Killa-Hill. A experiência foi curta e preferiu continuar a sua carreira a solo. Atuou com o seu grupo no primeiro concurso “Miss Angola da comunidade angolana na África do Sul.

2001 lançou o seu primeiro trabalho discográfico intitulado “Luz E Som”, na África do Sul, com 12 faixas musicais, contando com a participação especial do rapper do Zimbabwe Mizchief.

2002 participou no espetáculo da Feira Internacional em Pretória ao representar Angola, sendo convidado da Embaixada de Angola na África do Sul, acompanhado pelo músico conceituado angolano, Nguabi Montel, que foi membro do grupo As Gingas Do Maculusso.
Fez a abertura do espetáculo do grupo MESS no cine Karl Max em Luanda, foi convidado numa das edições ao vivo do programa televisivo da TPA Janela Aberta, foi convidado por Paulino Mendes, a atuar num espetáculo da rádio nacional partilhando o mesmo palco que Dog Murras, Margareth de Rosário e os Kiezos.

2003 participou na primeira edição do Hip Hop Fashion Show na África do Sul com a presença de artistas como a Pérola e Digital Mindz.
No mesmo ano, participou no espetáculo dos Puro Style que contou com a presença de Big Nelo, dos O2 e dos Killa-Hill em Braamfontein, Johannesburgo.
Parou de cantar durante algum tempo dando prioridade aos seus estudos de engenharia.

2009 foi colaborador nos programas de rádio Big Show Cidade na rádio Luanda e Eclético FM na rádio Escola. Foi orador na palestra sobre “Origens do Hip Hop em Angola” na Feira Internacional da Música e da Literatura em Luanda.

2010 Sixckim esteve de volta aos palcos com mais um trabalho discográfico intitulado “INCOLOR”. O álbum conta com 14 faixas musicais inéditas e com a participação de artistas angolanos e internacionais como a cantora Norgui do Gabão, Benizia Sala, Beibi Max, Djamila Miranda, Ceff, Jack Kanga, Kanda e o Paulo Matumina. Este álbum, esperado por muitos seguidores, foi lançado em Luanda na praça da independência no dia 16 de Outubro de 2010. Participou no Show da cantora angolana Deusa.

2014 foi preletor de uma palestra fascinante na Mediateca de Luanda subordinada ao tema ”Origens do HipHop e o seu contributo positivo na paz”, a mesma palestra foi feita no Cazenga (Mabor) e em Cacuaco.

Entre 2014 e 2016 lançou os videoclipes “Vitória Certa”, ”Microfones” e ”Papi e Mami”.

2018 em Maio a Comissão Organizadora do evento anual de premiação dos fazedores de música angolana, Angola Music Awards (AMA), nomeou Sixckim, como concorrente ao prémio de melhor Rap/HipHop, com a música What It Do, para a VIª Edição do evento.

2019 participou no Fest Show alusivo ao aniversário da cidade de Luanda. Organizado pelo Pai dos K. Participou no Show da Paz organizado pela Sambi Eventos no Sambizanga no estádio Mário Santiago.

2020 foi um dos patrocinadores dos prémios da final do concurso de Freestyle Ringue Show Time da radio MFM. Fez um donativo de bens alimentares diversos e produtos de higienização ao Governo Provincial de Luanda (GPL) no quadro da campanha “Luanda Solidária Stop COVID-19”. Fez também um donativo de material de treino para atletas e bens alimentares as família dos atletas da Academia de Artes Marciais DBC. Foi considerado Artista do Mês de Junho no canal de televisão Afro Music. Concorreu no Top TMA 10 da radio NXT FM com a música ”Versos Dela”. Angola Music Awards (AMA), nomeou pela segunda vez o Sixckim, como concorrente ao prémio de melhor Rap/Hip Hop, com a música Versos Dela, para a VIIIª Edição do evento.
Sixckim está preparando mais uma obra discográfica. Este álbum terá como título, Regresso do Mestre. Será composto por 12 faixas musicais contendo os estilos RAP, fusões de R&B, Kizomba e AfroTrap. Vários videoclipes foram lançados: ”Apetece-me”, ”What It Do”,”Viste Como”, ”Yembe”, dois dos quais foram gravados em França, ”Holla Back” e ”Versos Dela”.

Música Versos Dela de Sixckim

Mp3- Mediafire http://­www.mediafire.com/­file/nvgp1xdjjfdgb9n/­Sixckim_-_Versos_Dela­.mp3/file

Mp3- Soundcloud https://­soundcloud.com/­sixckim-six/­sixckim-versos-dela


 

Deixe uma resposta